VOTE ABAIXO
blog andre sento se. Informar é o Nosso Dever, Comunicar é o Nosso Lema!

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Pessoas pernoitam em fila de Casa Lotérica em Sento-SéPor diversas vezes veiculamos matérias relatando o sofrimento daqueles que precisam usar os serviços da única casa lotérica da cidade. A própria  Caixa Econômica, detentora da parceria com o Governo Federal para efetuar os pagamentos dos programas sociais, (Bolsa Família), Seguro Pesca, recebimentos de pagamentos de boletos e apostas e nem o proprietário da Casa Lotérica se manifestam. A Câmara de Vereadores ficou de notifica-lo e estamos sem essa informação. O Certo é que a população sofre. Hoje conversamos com um pescador, assim como tantos outros, procuraram o responsavel pela Lotérica quanto ao pagamento do seguro pesca que já estar liberado para alguns. A informação é que o estabelecimento não tem condições de efetuar e os pescadores estão se deslocando até a vizinha cidade de Remanso para sacar e fazer suas compras no comércio daquela cidade. Pela manhã as barcas estão saindo lotadas todos os dias. Enquanto isso acontece o municipio e o comercio local perde receitas.


O leitor Paulo fez a seguinte nota publicada agora a pouco pelo blog Geraldo José.

Caro Geraldo,
 
As imagens foram feitas no dia 03/12/13 às 21:20h, e são da calçada próxima à única Casa lotérica do município de Sento-Sé. Há pouco tempo foi divulgada matéria onde via-se a fila formada durante o dia, mas ultimamente é essa a visão que se tem quando passamos por lá no período noturno. As Pessoas pernoitam para guardar lugar na fila onde ficam expostas às intempéries, na esperança de receber alguns trocados ao amanhecer, por quem ficou no conforto de suas casas.
 
Esta é uma opção ou eles estão sendo obrigados pela falta de oportunidades de emprego e de geração de renda? Até quando durará esta humilhação? Onde estão o governo e as autoridades competentes? Onde estão as políticas assistencialistas do Município?
 
Perguntas estas não são difíceis de serem respondidas, mas a grande dificuldade está na falta de conscientização. Estas mesmas pessoas serão procuradas, certamente com a proximidade do período eleitoral, veremos o que mudará...